quarta-feira, 5 de agosto de 2015

SOLARIS -1972

 14/09/2014

SINOPSE:

O famoso psiquiatra Kris Kelvin (Donatas Banionis) vai à estação espacial Solaris com uma importante missão científica: decidir se deve o trabalho realizado de investigação sobre um misterioso planeta deve continuar. Ao chegar à estação Kelvin já é surpreendido pelo suicídio de um dos integrantes da tripulação, sendo que outros dois, Snaut (Jüri Järvet) e Sartorius (Anatoli Solonitsyn), estão à beira da loucura. Com o tempo o próprio Kelvin passa a se sentir estranho, tendo transes oníricos onde vê sua ex-esposa Hari (Natalya Bondarchuk), falecida há anos.





Formato: Avi
Qualidade: DVDRip
Tamanho: 1400MB
Duração: 167 minutos
Idioma: Russo
Legendas: Português (srt na pasta)

LEGENDAS TRADUZIDAS E SINCRONIZADAS POR NOSSO AMIGO E COLABORADOR PETER HAMMILL

Links em 3 partes 4shared:


senha p/descompactar
www.cinespacemonster.blogspot.com






COMENTÁRIOS

Solaris" escrito pelo espetacular STANISLAW LEM é uma obra prima da ficção científica, sim, mas, antes de qualquer outra coisa, Filosofia e Poesia puras, um verdadeiro tratado da natureza humana, ou melhor, de como deveria e poderia ser essa natureza, se há, de fato, alguma. Lirismo puro, uma viagem onírica e lisérgica pelos labirintos e porões desta entidade obscura e fascinante chamada mente humana, ou pela própria consciência. O planeta Solaris pode ser isto também: uma manifestação figurativa da nossa mente, dos nossos anseios, nossas paixões, angústias, dores e prazeres, do bem e do mal, sendo, ao mesmo tempo, metafísico e psicológico na sua essência, na sua natureza. É um filme de amor e de paixão, de sentimento, da mais pura e genuína reflexão filosófica, visualmente poético, e dono de uma linguagem única e complexa. Uma experiência cinematográfica plena, em todos os sentidos, que transcende o próprio cinema como linguagem reflexiva e de caráter filosófico, algo que só um cineasta transgressor e profundo como Andrei Tarkovsky pôde passar para o cinema com lirismo e poesia. 
Solaris é o contraponto soviético ao filme 2001: Uma Odisséia no Espaço, de Stanley Kubrick, sendo chamado de "anti-2001". Segundo Tarkovski, o filme de Kubrick é um blefe, estéril e frio. Stanislaw Lem quase não permitiu a adaptação de Tarkovski, uma vez que o diretor russo inicialmente insistia em retirar do roteiro toda a alusão à ficção científica, o que desagradou profundamente o escritor polonês. Tarkovski cedeu e a ação se dá principalmente em uma estação espacial que orbita Solaris.

STANISLAW LEM GÊNIO RESPONSÁVEL PELO LIVRO
QUE QUASE NÃO PERMITIU A ADAPTAÇÃO DE TARKOSKI

ANDREI TARKOVSKI GÊNIO RESPONSÁVEL PELO FILME

No filme de Tarkovski, Solaris é um planeta que possui um enigmático oceano que supostamente "lê" e "materializa" os pensamentos de seres humanos, no caso cientistas russos, que estão localizados em uma estação que orbita tal corpo celeste, cujo objetivo principal é estudar os efeitos deste sinistro astro. A espera incontável é por um contato, supondo-se que alguma inteligência habite Solaris, e o incompreensível e inefável oceano parece ser o maior candidato a tal embaixada extraterrena, semelhantemente à figura do monolito em "2001...", podendo ser visto e/ou entendido também sob essa ótica. Mas o oceano do planeta parece transcender, ou, em outra perspectiva, ir além da possibilidade teórica de ser este um ente pensante, ou uma "substância pensante" (tanto no sentido de Berkeley, tanto em relação ao ser percepiente finito, quanto à substância divina, infinita dada a sua natureza, quanto em outro sentido filosófico deste termo): o oceano "pensante" solarístico é causa desta suposta materialização dos pensamentos de seres finitos nos seus atributos, e não efeito do seu próprio "autopensamento", digamos assim. Isto talvez reflita o caráter eminente e substancialmente humano de "Solaris ", que, a meu ver, é muito mais um filme que fale sobre amor, poesia e sentimentos do que uma ficção científica propriamente falando, pois esse último aspecto parece estar mais relacionado ao fato de tudo se passar na órbita de um outro planeta, com cientistas a bordo discutindo sobre radiação e neutrinos (bem, o misterioso oceano passou a "agir" assim após sofrer um bombardeamento de raios X). 



DIREÇÃO
Andrei Tarkovski

HISTÓRIA
Stanislaw Lem

ROTEIRO
Andrei Tarkovski e Friedrick Gorenstein

ELENCO

Natalya Bondarchuk
Donatas Banionis
Jüri Järvet
Vladislav Dvorzhetsky
Nikolai Grinko
Anatoli Solonitsyn


























SCREENSHOTS


7 comentários:

  1. Carlos, está interessado no "Per Aspera Ad Astra" (1981)?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amigo ! você teria as legendas em Português deste filme ?
      Se tiver com certeza estou interessado.
      Qual seu nome amigo ?

      Excluir
    2. Opa, de novo esqueci de colocar meu nome no final.
      SOu eu, DougTrash.
      Então, eu tenho 2 legendas desse filme, uma em inglês para a versão restaurada em 2001 (123) e em espanhol para a versão original de 1981 (148 minutos) .
      Eu tenho um filme de zumbi aqui que eu gostaria de mandar para cá (só falta sincronizar.), mas eu não sei como.
      Eu devo upar a legenda em algum lugar ou o filme e a legenda?

      DougTrash

      Excluir
    3. se der para você upar as legendas ta bom, mas se der para upar o filme melhor ainda,
      Valeu Doug !

      Excluir
    4. Estou terminando de sincronizá-lo, e terminei de legendar outro hoje e vou postar no tela em breve.
      O do zumbi vou upar junto com o filme no 4shared quado terminar.
      Até mais.

      DougTrash

      Excluir
  2. Hello, Good People!!

    Para mim é um prazer IMENSO, compartilhar filmes
    que além de proporcionar o entretenimento, nos fazem
    pensar..pensar....e se fosse possível....se acontecesse comigo....????

    Na verdade foi muita "sorte" e fico muito feliz, por ser responsável pela tradução
    de 3 GRANDES filmes, baseados na obra de STANISLAW LEM:

    IKARIE XB 1 - 1963
    TEST PILOTA PIRXA - 1979 e
    SOLARIS - 1972

    Os três já postados aqui, quase em sequência.

    Solaris.....grande filme.....não existe como compará-lo ao 2001 Uma Odisseia no Espaço.

    Se 2001 é baseado na trilha sonora e nos efeitos especiais (magistrais para sua época),
    deixando quase todas as perguntas para nós respondermos, tendo pouquíssimos diálogos,

    Solaris é seu contraponto.....milhões e milhões de diálogos cerebrais...conflitos e situações não
    resolvidas no passado, explodem como fogos de artifícios....a morte como situação quase-que-limite.....

    Muito da libido masculina é mostrado de maneira direta ou subliminar neste filme.....

    Conflitos como: o que justifica a corrida espacial? ou a busca frenética por outras raças?
    resultam um diálogo inteligente e profundo....assistam...

    Esta tradução foi indiscutivelmente a mais gratificante e talvez, a mais trabalhosa!!!!
    Como traduzi, segundo o original inglês, a esposa de Kris teve seu nome mantido como RHEYA,
    e não como Hari,utilizado na versão russa.....

    Bom divertimento....

    E preparem-se para encarar seus sentimentos mais íntimos e inconfessáveis!!!

    Peter Hammill -SP

    ResponderExcluir
  3. a parte dois não está funcionando :/

    ResponderExcluir

Para os que comentam anônimos, por não serem membros, pedimos que coloquem seus nomes ou apelidos no final ou inicío da mensagem