domingo, 11 de agosto de 2013

ONE MILLION YEARS BC aka MIL SÉCULOS ANTES DE CRISTO – 1966




Agora nas telas dos cinemas em espetacular PanaMation e em cores reais -
a aurora da civilização recriada como nunca antes mostrada,
com todo o seu realismo, selvageria e fantástica grandiosidade!


SINOPSE:

Tumak (John Richardson) é um homem das cavernas banido de sua selvagem tribo. Ele vagueia sem destino até cair exausto sobre uma duna à beira-mar e ser encontrado pela bela Loana (Raquel Welch), uma loira de um grupo de humanos bem mais sociável.

DIREÇÃO:

Don Chaffey

ELENCO:

Raquel Welch ……….... Loana
John Richardson ……….... Tumak
Percy Herbert ……….... Sakana
Robert Brown ……….... Akhoba
Martine Beswick ……….... Nupondi
Jean Wladon ……….... Ahot
Lisa Thomas ……….... Sura
Malya Nappi ……….... Tohana
William Lyon Brown ……….... Payto
Yvonne Horner ……….... Ullah
Richard James ……….... o adolescente das Rochas




Formato: Mkv - Dvdrip H264
Tamanho do arquivo: 1,46 GiB
Duração: 1h 36min
Cor: colorido
Proporção da imagem: 16:9 (768x432)
Idioma: cavernícola (com introdução em inglês)
Legendas: português (srt, na pasta) – apenas da introdução

Links para download em 06 partes (4shared):

senha p/descompactar
www.cinespacemonster.blogspot.com



COMENTÁRIOS ( por Carlos Solrac ) :

One Million Years BC (1966) é um filme britânico que foi produzido pelos estúdios da Hammer Film Productions e dirigido por Don Chaffey.

Trata-se de uma refilmagem de One Million Years BC (1940), uma produção americana feita pela Hal Roach Studios e distribuída pela United Artists. Nessa primeira versão os astros eram Victor Mature (Tumak), Carole Landis (Loana), Lon Chaney Jr (Akhoba), Edgar Edwards (Sakana) e John Hubbard (Ohtao – esse foi o Ahot da época).

Mas voltemos ao One Million Years BC de 1966 que é o objetivo desta postagem:

A história acontece no início dos tempos, ainda na pré-história. Tumak (John Richardson) é o filho mais novo de Ahkoba (Robert Brown), o líder da Tribo das Rochas. Seu irmão mais velho, Sakana (Percy Herbert), tem como principal objetivo ser o novo líder mais rapidamente possível. Respeito e amizade não são o forte dessa gente. Certo dia após o jantar, Akhoba continuava com fome e vê que seu filho Tumak ainda estava degustando um belo pedaço de carne. Ele tenta convencer seu filho a compartilhar aquela deliciosa refeição, mas os dois acabam brigando e Tumak se vê obrigado a deixar sua querida tribo. Ele passa a vagar sem destino, enfrenta grandes perigos até que finalmente cai exausto sobre uma duna à beira-mar.

Tumak é encontrado pela adorável Loana (Raquel Welch), uma das mulheres da Tribo das Conchas. Ela então decide que deve cuidar daquele simpático estrangeiro. Tumak é levado para a caverna comunitária onde o pessoal das Conchas morava. Nessa tribo todos convivem em harmonia e trabalham para o bem estar do grupo. E são todos loiros. Tumak tem alguns problemas de adaptação até que finalmente é convidado a se retirar. Mas agora ele tinha à sua disposição uma nova arma que o povo da Tribo das Conchas havia desenvolvido: uma lança muito eficiente. Sem ter mais onde ficar, Tumak regressará à sua antiga tribo para desafiar Ahkoba. E Loana resolve acompanhá-lo nesta jornada...
























Esse é mais um daqueles filmes em que dinossauros e humanos convivem lado a lado. Os dinossauros de “massinha” são de Ray Harryhausen, o mestre da animação “stop-motion”. Os efeitos especiais do filme são excelentes, considerando-se que naquela época não existia computação gráfica e tudo era feito na “raça”. Talvez por uma questão de tempo e economia também fizeram uso de alguns bichos vivos, filmados de forma que assumissem proporções gigantescas. A iguana de verdade até que se saiu bem. Porém a tarântula e o gafanhoto que seria seu almoço não fizeram muito sentido nesse filme. Se fosse numa produção “B”, tudo bem. Mas aqui, o resultado final destou completamente dos outros monstros pré-históricos.

O cargo de líder da Tribo das Rochas rendeu bons frutos para Ahkoba (Robert Brown) pois mais tarde ele foi contratado pelo serviço secreto de inteligência do governo britânico para ser chefe do MI6 e, por consequência, “patrão” de James Bond (o agente 007) entre os anos de 1983 e 1989. Nesta ocasião, era conhecido pela alcunha de “M”.

Nupondi (Martine Beswick) e Ullah (Yvonne Horner) eram grandes amigas. Estavam sempre juntas. Tanto é que no ano seguinte quando Nupondi conseguiu o emprego de rainha Kari em Prehistoric Women (1967), sua amiga Ullah foi contratada para ser a chefe das morenas guerreiras. E o que elas faziam? Escravizavam loiras!

Quanto ao adolescente das Rochas, acho que ele conhecia um bom dentista naquela região. Preste atenção na cena em ele tenta adiantar a sua parte do jantar e tem a mão pisada por Ahkoba. Ao gritar de dor, seu bocão aberto será mostrado pela espetacular fotografia em PanaMation. Não dá a impressão que seus molares superiores já haviam sido restaurados com amálgama?

E temos também Rachel Welch, um dos símbolos sexuais dos anos 1960 e 1970, em seu famoso biquini pré-histórico. Na época do lançamento desse filme, foi anunciado aos quatro cantos do mundo que aquele havia sido o primeiro biquini da humanidade.


Se você está pensando em assistir a esse One Million Years BC (1966), tenha em mente que toda a espetacular grandiosidade de uma super-produção dos anos 1960 podem não causar nos dias de hoje o mesmo impacto que causaram naquela época. A história é muito bem contada, rica em detalhes, mas a proposital ausência de diálogos pode incomodar muita gente. Lembre-se também que a duração desse filme é de 96min. Será uma longa jornada. Portanto, prepare-se.



Conheça agora os personagens de
One Million Years BC (1966)


Akhoba
(Robert Brown)

Esse cara é o líder da Tribo das Rochas. Isso significa que ele pode bater em todo mundo e receber o maior e melhor pedaço de carne na hora das refeições. Sua autoridade é constantemente questionada. Mas seus fortes argumentos sempre prevalecem. Sua mulher chama-se Tohana.




 Sakana
(Percy Herbert)

É o filho mais velho de Akhoba. Como o próprio nome diz, Sakana é muito sacana. Não confie nele. A mulher dele é a morena Ullah. Quando Tumak é expulso da Tribo das Rochas ele se acha no direito de querer ficar com Nupondi, a mulher de seu irmão.

Tumak
(John Richardson)

É o filho mais novo de Akhoba. Aparentemente ele seria o preferido de seu pai, mas não acredite nisso. Sua mulher é a morena Nupondi.






Nupondi
(Martine Beswick)

Essa morena é uma das mulheres da Tribo das Rochas. Foi escolhida por Tumak para ser a sua mulher. Tudo estava bem para ela até que seu homem, Tumak, foi expulso por Akhoba. 

 Loana
(Raquel Welch)

Essa loira é a garota da Tribo das Conchas que encontra Tumak desacordado sobre uma duna à beira mar e decide cuidar dele.

Ahot
(Jean Wladon)

Esse sujeito é o chefe dos homens da Tribo das Conchas. A mulher dele é a loira Sura. Ele vai ficar bastante preocupado com a chegada do estrangeiro Tumak.




 Sura
(Lisa Thomas)

É a mulher de Ahot. Tudo indica que além de uma boa esposa ela é também uma excelente pescadora.

Tohana
(Malya Nappi)


É a mulher de Akhoba e a “gran chef de cuisine” da Tribo das Rochas. Ela é quem decide quando a refeição está no ponto e o momento em que deve ser servida.

Ullah
(Yvonne Horner)

Essa morena foi escolhida por Sakana para ser sua mulher. Acho que ela não teve muita escolha. É amiga de Nupondi e não é de falar muito.






 Payto
(William Lyon Brown)

Esse é o líder da Tribo das Conchas. É ele quem toma as decisões que visam o bem estar geral do grupo.

o adolescente das Rochas
(Richard James)

É o jovem aprendiz de caçador que vive na Tribo das Rochas. É ainda um estagiário. Sua atribuição é cuidar das tralhas de Akhoba durante as caçadas.






SCREENSHOTS


2 comentários:

Para os que comentam anônimos, por não serem membros, pedimos que coloquem seus nomes ou apelidos no final ou inicío da mensagem