segunda-feira, 8 de outubro de 2012

MARINE BOY - KAITEI SHÔNEN MARIN


MARINE BOY
texto retirado do site http://www.tvsinopse.kinghost.net

Marine Boy foi um desenho animado produzido no Japão, como parte de um programa denominado de “Kaitei Shônen Marin”, através de Minoru Adachi e pela Terebi Doga, também conhecida por Japan Tele-Cartoon, que inicialmente desenvolveu o conceito geral de uma série chamada “Dorufin Oji”, ou em inglês “Dolphin Prince”, como um produto experimental, de curta duração, contendo somente três episódios, em preto e branco.
Esses três episódios foram apresentados pela primeira vez pela TV Fuji, no Japão, aos domingos no horário das 19:30 horas, entre 04 de abril a 18 de abril de 1965. Os episódios apresentados intitulavam-se: “Secret of the Red Vortex”; “Call of the Sea” e “Attack of the Sea-Star People”, e obteve uma boa recepção por parte do público.
Diante desse sucesso, os produtores se entusiasmaram e decidiram criar uma série semanal, a cores, a fim de maximizar o potencial da produção, bem como o seu valor artístico e comercial. Apesar da televisão a cores ser transmitida pela primeira vez nos Estados Unidos por volta de 1965, no Japão alguns programas a cores já começaram a ser apresentados desde 1960.
Naquela época, no Japão, poucos estúdios pensavam em produções coloridas e para complicar ainda mais as coisas, nem todas as redes estavam interessadas na compra destas séries coloridas, pois eram consideradas caras, especialmente se for pensada em termos de um veículo comercial e principalmente destinado às crianças.
Neste panorama, nem a TV Fuji estavam dispostas a comprar a série colorida ou a co-financiar qualquer programação a cores, já que não tinham garantia de retorno comercial ou contar com algum patrocinador. Talvez, a melhor saída seria a de fazer uma pré-venda desta nova série colorida para os distribuidores norte-americanos, como já havia acontecido com outras produções como “Kimba The White Lion”, que havia sido comprada pela rede NBC, por exemplo.


A produtora Terebi Doga não encontra na TV Fuji uma boa receptividade, mas mesmo assim conseguiu que a empresa Matsushita Company, que mais tarde seria conhecida internacionalmente como National Panasonic Matsushita, o patrocinasse e desta forma conseguiram vender a nova versão de “Dolphin Prince” colorida para a rede TBS, mudando o nome para “Hang On! Marine Kid” ou “Gambare! Marin Kiddo”, além de outras modificações em seus personagens.
A TBS era a emissora rival da TV Fuji e apresentou a série entre 6 de outubro a 29 de dezembro de 1966, mas as avaliações desse novo desenho animado se mostrou se um desastre e acabou sendo cancelada após o décimo terceiro capítulo e não mais renovado.
Felizmente os produtores através da K.Fujita conseguiram atrair a atenção do produtor americano Stanley R. Jaffe, que representava os distribuidores nos Estados Unidos, através da Warner Bros / Seven Arts, que se mostrou interessado, desde que o produto fosse refeito com novos episódios falado em inglês para o mercado americano e externo.
A partir de então foram programados mais 78 novos episódios, assim como também foi estipulado que os novos episódios não poderiam ser exibidos no Japão, sem antes ser apresentada nos Estados Unidos e/ou vendidas as emissoras internacionais.
Com o fechamento do acordo, a Terebi Doga iniciou o lançamento de uma nova produção, preparando os elementos dos três episódios de “Dolphin Prince”, re-trabalhando a cores e mais os 13 episódios completos de “Hang On! Marine Kid”, para o uso de uma nova série, bem como a preparação para produzir mais 65 episódios necessárias para completar 78 capítulos.
Após uma rápida produção, o mesmo foi entregue para a Zavala-Riss Productions nos Estados Unidos para a dublagem em inglês. Conforme os termos do acordo, a série foi distribuída para os Estados Unidos e para os mercados internacionais ao final de 1967 em diante.



Ironicamente, a versão japonesa foi vendida para a TV Fuji, que anteriormente se negou a comprar a produção e passou a exibi-lo entre 31 de janeiro a 22 de setembro de 1969, os primeiros 36 episódios produzidos. Posteriormente a outra emissora japonesa NHK começou a apresentar os 78 episódios entre 11 de maio a 2 de setembro de 1971.
Até o final da produção haviam duas versões distintas produzidas: uma para o mercado norte-americano e estrangeiro que ficou conhecida como Marine Boy e a outra para o Japão como “Undersea Boy Marine ou Kaitei Marin Shonen”.
Curiosamente Marine Boy foi um dos primeiros anime a ser mostrada nos Estados Unidos na década de 60 na forma dublada e posteriormente também na Austrália e no Reino Unido. No Brasil foram apresentados somente os 78 episódios pelas extintas TV Excelsior e Tupi, e também pela TV Bandeirantes.
Na Austrália pela TV Melbourne, Channel 9, entre 1968 a 1988, respectivamente com o título de “Dolphin Prince” / “Hang, In There! Marine Kid” e “Submarine Boy Marine”, formando as três fases do seriado. Atualmente em 2010, a série voltou a ser apresentada pela Go 99 TV da Austrália.
Basicamente a série é composta de três fases distintas: “Dolphin Prince”, que consiste de três episódios, em preto e branco e apresentada originalmente pela TV Fuji entre 04 de abril a 18 de abril de 1965. A segunda fase denominada de “Hang On! Marine Kid” composta de 13 episódios coloridos, que foi exibida pela TBS entre 06 de outubro de 1965 a 29 de dezembro de 1966.
E finalmente a terceira fase conhecida por “Undersea Boy Marine”, cujos primeiros 36 episódios foi apresentada pela TV Fuji, entre 13 de janeiro a 22 de setembro de 1969 e os 78 episódios pela NHK, também do Japão, entre 11 de maio a 02 de setembro de 1971.
Aparentemente ao todo foram produzidos cerca de 130 episódios, que são muito confusas devido ao fato da série sofrer três mudanças distintas, embora esses números signifiquem simplesmente uma indicação do número de episódios apresentados.



O anime é centrado em torno de uma organização conhecida por Patrulha Oceânica, que tem como objetivo conduzir a segurança mundial dos oceanos. A série era focada num barco patrulha denominada de P1, conduzida por Marine Boy e seus dois tripulantes, um marinheiro magro chamado Piper e outro gordo chamado Bolton. Todos os recrutas da patrulha oceânica usavam boinas vermelha como parte de seus uniformes.
Toda a operação era coordenada pelo Dr. Mariner, que também era o pai do garoto Marine, com a ajuda do professor Fumble, que tinha um enorme nariz e vivia inventando coisas fabulosas para ajudar o garoto a derrotar seus inimigos. Marine Boy usava uma roupa avermelhada feita de um material especial para lhe dar proteção.
Marine Boy usava um bumerangue sônico como arma, que ele lançava enquanto se movia pela água, tão rápido quanto qualquer outro ser marinho, graças as suas botas especiais. Ele também podia ficar algumas horas debaixo d´água, graças a um chiclete que ele mascava denominado de “oxy-goma”. Também contava com um golfinho branco que era seu amigo, chamado Splasher e uma sereia chamada Neptina, que ajudavam Marine Boy em suas aventuras.
A sereia Neptina usava uma pérola enorme ao redor de seu pescoço e além disso possuía poderes especiais, tais como prever o futuro e advertir Marine Boy de um perigo eminente. Havia também um pequeno menino chamado Cli Cli, que freqüentemente tentava ajudar Marine Boy a sair de alguma dificuldade.



EPISÓDIO PARA DOWNLOAD
BATTLE TO SAVE THE WORLD

Formato: Avi / DVDRip
Versão dublada: 300MB
Versão legendada: 260MB
Duração: 24 minutos

Links versão dublada em Português 2 partes 4shared


Links versão com legendas srt em Português e dublado em Inglês
2 partes 4shared


senha p/descompactar
www.cinespacemonster.blogspot.com


3 comentários:

  1. Assisti na década de 90 no Warner Chanel. Era exibido as sextas de madrugada, após a saudosa sessão Bizarro com filmes como Black Zoo e Polyester.

    Muito bom poder rever. Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Miguel ! é muito legal pena que só achei esse episódio, eu lembro de ver quando era criança nos anos 80 na tv aberta.

      Excluir
  2. Gente muito obrigado mesmo. Procuro esse anime faz tempo e nunca achei. quando tiverem mais por favor lembrem-se de nós.

    Obrigado
    Silvia

    ResponderExcluir

Para os que comentam anônimos, por não serem membros, pedimos que coloquem seus nomes ou apelidos no final ou inicío da mensagem