segunda-feira, 8 de agosto de 2011

THE THING FROM ANOTHER WORLD - O MONSTRO DO ÁRTICO - 1951


SINOPSE:

Uma equipe de resgate da Força Aérea estadunidense, é enviada à Anchorage no Alasca para ajudar grupo de pesquisadores, chefiado pelo Dr. Carrington, numa missão de socorro daquilo que parece ter sido um acidente com um avião próximo da base científica localizada no Pólo Norte, mas ao encontrar os cientistas, o capitão Hendry logo fica sabendo que eles não acreditam que o que procuram sejam destroços de um avião comum. Ao se dirigirem ao local do desastre, os homem encontram um disco voador enterrado no gelo. Ao tentarem tirá-lo, porém, a nave explode.
Mas nem tudo está perdido pois, perto dali, os militares encontram um corpo de um alienígena igualmente soterrado sob o gelo. Eles o resgatam e levam para a estufa construída pelos cientistas, procurando mantê-lo congelado até que se saiba mais sobre ele. Descobrem que o ser é uma espécie humanóide de vegetal evoluído, e o que é pior: ele se alimenta de sangue.

Formato: Avi / DVDRip
Tamanho: 1,09 giga
Duração: 87 minutos
Idioma: Inglês
Legendas: Português, Francês e Espanhol (na pasta)

Links em 5 partes megaupload

senha p/descompactar
www.cinespacemonster.blogspot.com








COMENTÁRIOS

The Thing from Another World (O Monstro do Ártico) é um filme de 1951 do gênero aventura e ficção científica, dirigido por Howard Hawks . Baseado em uma história de John Wood Campbell, Jr (que usou o pseudônimo de Don A. Stuart) publicada em agosto de 1938 com o nome de "Who Goes There?", na revista Astounding Stories. Lançado na época da Guerra Fria e pós-bomba atômica, o filme repercute o temor da invasão comunista e mostra os cientistas negativamente, como pessoas preocupadas apenas com o conhecimento, sem se importar com as consequências. No final, uma frase em sinal de advertência ao público: Watch the skies (Vigiem os céus!)
Ele é, em seu gênero, um dos filmes mais conhecidos e cultuados dos anos 1950, este foi um dos filmes que mais influenciou o diretor John Carpenter, que em 1982 fez um remake com o nome de The Thing.
Três filmes importantíssimos de ficção científica envolvendo seres de outro planeta e invasão da Terra foram lançados no ano de 1951: O Homem do Planeta X, O Dia em que a Terra Parou e O Monstro do Ártico. À parte esse fato, somente os dois primeiros apresentam similaridades, sendo que tratam de alienígenas que chegaram à Terra, pousaram seus discos voadores e, de uma forma ou de outra, tentaram estabelecer contato pacífico com os terrestres. O terceiro já enfoca o tema sob uma perspectiva mais sombria, mais de acordo com o espírito xenofóbico e negativista dos americanos da Guerra Fria. De todos os filmes desse período que ganharam releituras políticas muito além de suas próprias pretensões, talvez esse tenha sido o mais comentado deles.



Já o monstro é uma criatura alienígena que chegou a Terra há milhares de anos e se incrustou numa placa de gelo em algum lugar do círculo polar ártico, ali permanecendo até que uma equipe exploradora da era moderna a encontrou, junto a seu enorme disco voador. A despeito das tentativas de se estabelecer um contato amigável com o ser, agora descongelado e andando livremente pelos sombrios corredores da base, ele se revela hostil e anti-social ao extremo, interessado nos seres humanos unicamente pelo fato de servirem como sua nova fonte de alimentos. Embora ferido algumas vezes, o monstro logo revela sua incrível capacidade de regeneração, multiplicando anda mais o horror na ideia de que, assim como aos vegetais, ele próprio pode se adaptar tranquilamente ao ambiente hostil do Ártico e ali dar início à sua devastadora forma de reprodução, infestando o planeta de legumes-monstro do espaço que se alimentam de sangue humano. A única alternativa, descobre-se logo, é mata-lo: exceto pelo cientista da base, que é um daqueles caras curiosos e bem intencionados, disposto a arriscar a própria vida em busca da confraternização universal, todos os enclausurados exploradores (que incluem civis e militares) não pensam duas vezes em destruir o monstro - coisa que acaba se revelando um belo problema, já que tiros e fogo não o afetam, até que alguém sugere a construção de uma chapa eletrificada para cozinhá-lo. 
Feito com baixo orçamento e em poucas semanas e a despeito de seus pontos fracos, O Monstro do Ártico sobrevive às releituras e é apontado em qualquer bom catálogo de filmes de ficção científica & horror como um dos clássicos do gênero. E não é pra menos: mesmo sendo pouco fiel ao conto original, tem um bom elenco, encabeçado por Kenneth Tobey, Robert Cornthwaite, Margareth Sheridan e, claro, James Arness na pele do humanoide-legume do espaço, sem falar da bela e opressiva fotografia em preto e branco, passando a impressão constante de frio e desolação; e embora a criatura (que é vagamente semelhante ao monstro de Frankenstein do Boris Karloff) apareça pouco, há bastante suspense e alguma claustrofobia, elementos que o tornaram, na década de 50, um grande sucesso de bilheteria, impulsionando outras inúmeras histórias similares.


A coisa durante as filmagens

8 comentários:

  1. O Emissário Do Outro Mundo - part 1 temporariamente indisponível. Pode consertar? Grande abraço.

    ResponderExcluir
  2. Considerando que o remake do Carpenter é um dos meus filmes favoritos de todos os tempos, este então é download obrigatório!

    ResponderExcluir
  3. ja tem um novo treiler de mais um novo filme de 2011 de THE THING. desta vez a historia volta do inicio e não é mais um remeik!
    e o amigo progrockmaniac! nao esquenta quando aparece esta menssagem, tente novamente ate liberar o arquivo! as vezes isso acontece, a não ser que apareça a menssagem de que o arquivo tenha sido excluido dai é outra historia!
    elcioch

    ResponderExcluir
  4. Que legal Elcioch, então não vai ser remake ? a história é outra ?
    Muito legal isso, porque tentar refazer o The Thing do Carpenter, não existe o porque, o filme é simplismente perfeito, desde a trilha sonora até a última neve que cai no filme

    ResponderExcluir
  5. pelo que pude ver.. sim! a historia conta antes que os americanos começa a se ferrar com o bicho, o novo filme mostra os Norogueses (ou rusos não me lembro direito) achando a criatura! lembra do inicio do filme de carpenter?
    sim é verdade! o filme de carpenter é otimo, levei muitos sustos quando garoto, mas exite algun remeiks que comparando ao original vai do otimo, empate, ou!! lixo absoluto!
    elcioch

    ResponderExcluir
  6. Sim eu lembro, eram Noruegueses mesmo, os caras chegaram de helicoptero, atrás do "coitadinho" do cachorro, aquele começo já cria um puta suspense.
    Aliás, me deu uma puta vontade de rever , acho que já faz uns 3 ou 4 anos que vi pela ultima vez.

    ResponderExcluir
  7. Caro Carlos, nem sei o que dizer. Este seu espaço é fantástico! Vc tem raridades que evocam nossa infancia, nossa juventude! Não se trata aqui só de mostrar estas jóias cinematográficas, mas também de resgatar momentos de nossas vidas em que fomos felizes, assistindo amedrontados todos estes filmes. Éramos felizes e não sabíamos! Agradeço penhorado por aumentar minha perspectiva de vida, pois remocei anos com seu arquivo extraordinário. Permita-me divulgar seu espaço com outros tarados por filmes do genero, e que não sabiam desta verdadeira Mina.

    ResponderExcluir
  8. Olá Henry Marinho !! nós ficamos muito felizes de trazer todos estes clássicos para pessoas como você, que são fãs de coração, manter o blog ,traduzir as legendas, ripar, upar, dá um trabalhão, mas é um trabalho delicioso, é um hobby que quando estou sem tempo para trabalhar nele, eu até sonho a noite que estou legendando e postando.
    E o mais legal de tudo é que o pessoal que frequenta o Space Monster, sempre que podem contribuem, inclusive, uma boa parte das legendas dos links e matérias do blog, foram conseguidos com a ajuda destes fãs.
    Então é isso aí Henry, você está na casa do Sci Fi

    ResponderExcluir

Para os que comentam anônimos, por não serem membros, pedimos que coloquem seus nomes ou apelidos no final ou inicío da mensagem