quinta-feira, 12 de março de 2015

THE LADY AND THE MONSTER – 1944 aka A DAMA E O MONSTRO



SINOPSE:

O Professor Franz Mueller (Erich von Stroheim) é um cientista obstinado em provar que um cérebro pode ser mantido vivo e consciente mesmo após a morte do corpo. Ele conta com a ajuda de seus dois fiéis assistentes: a Srta. Janice Farrell (Vera Ralston) e o Dr. Patrick Cory (Richard Arlen). Os resultados com as cobaias não estão sendo muito animadores, mas o Prof. Mueller é persistente e seu maior desejo é conseguir um cérebro humano. Até que certo dia aparece um doador. O Prof. Mueller demonstra que sua teoria está correta, mas as consequências desse experimento serão terríveis.
Baseado no conto de ficção científica "Donovan's Brain", de Curt Siodmak.



DIREÇÃO:

George Sherman

ELENCO:

Vera Ralston .......... Janice Farrell (creditada como Vera Hruba Ralston)
Richard Arlen .......... Dr. Patrick Cory
Erich von Stroheim .......... Prof. Franz Mueller
Helen Vinson .......... Chloe Donovan (é a Sra. Donovan)
Mary Nash .......... Sra. Fame (a governanta)
Sidney Blackmer .......... Eugene Fulton
William Henry .......... Roger Collins (creditado como Bill Henry)
Charles Cane .......... Sr. Grimes
Juanita Quigley .......... Mary Lou
Josephine Dillon ..........a avó de Mary Lou


Formato: Dvdrip Xvid Avi
Tamanho do arquivo: 700MB
Duração: 1h 21min
Cor: Preto e Branco
Proporção da imagem: 4:3 (640x480)
País de origem: EUA
Idioma: inglês
Legendas: português (srt, na pasta)

Link para download (em 3 partes, no Mega):

senha p/descompactar
www.cinespacemonster.blogspot.com

Legendas
Tradução e sincronismo: Carlos Solrac




COMENTÁRIOS ( por Carlos Solrac ):

THE LADY AND THE MONSTER, lançado em 1944, é um filme americano do gênero terror, ficção científica e suspense, dirigido por George Sherman (1908–1991).

É uma adaptação do conto de ficção científica "DONOVAN'S BRAIN" (título em português: O Cérebro de Donovan) de Curt Siodmak, publicado em 1942. Trata-se da história de um cérebro sem corpo exercendo uma influência maligna sobre as pessoas ao seu redor. Foram feitas três adaptações para o cinema: THE LADY AND THE MONSTER (1944) [A Dama e o Monstro], DONOVAN'SBRAIN (1953) [ExperiênciaDiabólica, aka O Cérebro Maligno] e THE BRAIN (1962).

Em THE LADY AND THE MONSTER o Prof. Franz Mueller é o cientista que tenta provar que, mesmo após a morte do corpo, um cérebro pode ser mantido vivo e consciente dentro de uma solução nutritiva. Em "DONOVAN'S BRAIN", de Curt Siodmak, esse personagem não existe e nesse conto é o próprio Dr. Patrick Cory o especialista em cérebros.

Vera Ralston (1923–2003) nasceu na cidade de Praga, na Tchecoslováquia, atual República Tcheca. Em THE LADY AND THE MONSTER numa conversa entre o Dr. Cory (Richard Arlen) e a Srta. Janice Farrell (Vera Ralston), ele diz que soube pelo Prof. Mueller (Erich von Stroheim) que após a morte do pai dela na Tchecoslováquia, ela havia sido confiada aos cuidados do professor. Provavelmente isso foi feito apenas para explicar ao público americano o sotaque estrangeiro de Janice.

Poderá este cérebro comunicar-se com os vivos?
Qual o misterioso poder aqui aprisionado e que os cientistas estão tentando desvendar?
Assista "A Dama e o Monstro" descubra as respostas à essas perguntas.

O texto a seguir mostra apenas a minha visão sobre o envolvimento que havia entre o Prof. Franz Muller, a Srta. Janice Farrell e o Dr. Patrick Cory em THE LADY AND THE MONSTER. Não é um resumo do filme.

O Prof. Franz Muller era um brilhante e excêntrico cientista que passava o tempo estudando cérebros. Morava e tinha seu laboratório nas proximidades de um deserto no Arizona, numa enorme mansão que ele chamava de “O Castelo”. Com ele também viviam a Srta. Janice Farrell e o Dr. Patrick Cory, seus dois fiéis assistentes, além da Sra. Fame, sua sinistra governanta.

O Dr. Cory acreditava que o Prof. Muller cuidava de Janice como se fosse um verdadeiro pai. Afinal, quando o pai de Janice morreu, na Tchecoslováquia, ela havia sido confiada aos cuidados do estimado professor. Mas Janice sabia que o amor que Muller sentia por ela não era exatamente paternal. Além do mais, Muller não fazia o tipo dela.

O fascínio por uma mulher o levou a ultrapassar as fronteiras da vida e do amor.
A mais incrível história já contada nas telas dos cinemas.
Um grande cientista com poderes ilimitados levado ao estranho mundo dos experimentos bizarros por atração a uma linda mulher!
Aterrorizante como um grito na noite!

No entanto, o Prof. Muller também sabia que Janice estava de olho no Dr. Cory. Mas ele precisava de Cory para ajudá-lo em suas experiências em “prol da humanidade” e por isso fazia de tudo para mantê-los separados, mas ao mesmo tempo sempre juntos ao seu lado. E para conseguir isso, Muller também era um especialista em usar de truques sujos. Se Cory e Janice já estavam prontos para sair, ir à uma festa e se divertir, aparecia o Dr. Muller dizendo, no último instante, que precisava da ajuda deles pois havia um macaco tuberculoso que necessitava urgentemente ter o cérebro removido.

Sua beleza o levou a se aventurar pelos caminhos do desconhecido...
Descobrir os segredos proibidos do amor... e da vida!
Um terrível destino a aguardava... traçado pela vontade de um brilhante cientista louco
e seus desejos mais secretos!

Bem que Janice queria largar aquele emprego. Ela ficava apavorada cada vez que ouvia falar na tal da serra de Gigli que o Prof. Muller usava para serrar o crânio de suas cobaias. Mas como Muller vivia dizendo que ela ainda seria uma grande cientista, ela acabava ficando.

Na verdade, tudo o que ela mais desejava era que o Dr. Cory tomasse a iniciativa e a levasse dali. Mas ele parecia muito mais interessado nas experiências malucas do Prof. Muller do que nela. Principalmente depois que Muller arranjou um novo inquilino. Um cérebro maligno que vivia dentro de um enorme pote de vidro.

É claro que o filme não é só isso. E o restante não vou contar.

No conto de Curt Siodmak, o nome do homem que “doou” o cérebro era Warren Horace Donovan. No filme THE LADY AND THE MONSTER de 1944 foi chamado de William H. Donovan. Em DONOVAN'S BRAINde 1953 recebeu o nome de Warren H. Donovan. Já no filme THE BRAIN de 1962 ficou conhecido como Max Holt.

Devo avisar que o arquivo aqui disponível é uma edição feita para o mercado italiano. O título do filme, os créditos iniciais, o nome do restaurante, as manchetes de jornal... estão escritos em italiano, no entanto o idioma falado é o inglês.

A primeira vez que assisti a esse filme foi com um TVRip da versão americana gravado com um videocassete. Nessa gravação percebia-se claramente algumas emendas feitas provavelmente para cortar os intervalos comerciais. Com isso pequenos trechos dos diálogos também foram cortados. Nesta edição para o mercado italiano esses trechos estão presentes porém uma pequena fala do Prof. Muller, logo no começo do filme, foi suprimida. Ela está mostrada, com a legenda na cor amarela, na sequência de screenshots logo abaixo. Na versão americana, o nome do restaurante onde acontece o jantar dançante é “ARIZONA PALMS” enquanto que na versão italiana é “LE DUE PALME”.


SCREENSHOTS






















Um comentário:

Para os que comentam anônimos, por não serem membros, pedimos que coloquem seus nomes ou apelidos no final ou inicío da mensagem