domingo, 5 de dezembro de 2021

THE LOST WORLD aka O MUNDO PERDIDO (1960)

 


SINOPSE:

O professor Challenger irá liderar uma equipe de cientistas e aventureiros, para procurar em um lugar conhecido apenas por ele no interior da selva amazônica, que contém segundo ele dinossauros vivos da época Jurássica. Clássico da época de ouro dos filmes de dinossauros, com Michael Rennie (O Klatu de O Dia em que a Terra Parou) e Claude Rains (O Homem Invisível e O Lobisomem).

DIREÇÃO:
Irwin Allen


ELENCO:

Michael Rennie ....... Lord John Roxton
Jill St. John ....... Jennifer Holmes (as Jill St.John)
David Hedison ....... Ed Malone
Claude Rains ....... Professor George Edward Challenger
Fernando Lamas ....... Manuel Gomez
Richard Haydn ....... Professor Summerlee
Ray Stricklyn ....... David Holmes
Jay Novello ....... Costa
Vitina Marcus ....... Garota nativa
Ian Wolfe ....... Burton White



FORMATO: MP4/BD Rip
DURAÇÃO: 97 minutos
TAMANHO: 1.44 Gb
IDIOMA: Inglês
LEGENDAS: Português ( srt na pasta ) por WILTEX
REVISÃO: Karamazov


LINK ULOZ:

LINK MEGA:





COMENTÁRIOS:

O mundo perdido é um filme de aventura e ficção cientifica baseado no romance de mesmo nome escrito em 1912 por Arthur Conan Doyle (22/05/1859 – 07/07/1930) e foi dirigido por Irwin Allen (12/06/1916 – 02/11/1991).

O enredo do filme gira em torno da exploração de uma misteriosa montanha no coração da Venezuela habitada por canibais, Dinossauros, Plantas Carnívoras e Aranhas gigantes.

Willis O´Brien foi listado como técnico de efeitos para esse remake, pois ele também tinha feito os efeitos em animação stop motion do filme original de 1925.

Os efeitos especiais do remake foram bastante simples, e foram usados lagartos, iguanas e crocodilos vivos que tiveram minúsculos chifres e barbatanas de borracha fixados neles.

Alem de um storyboard, O´Brien pouco contribuiu para esse projeto que ele achou inferior pois não foi usado nem um tipo de efeito de animação stop motion.

E muitos críticos concordaram com ele.

O Professor de Zoologia George Edward Challenger convoca uma reunião com vários jornalistas no instituto Zoológico para revelar um segredo, e também convocar e levar uma equipe de cientistas e aventureiros a um planalto remoto na América do Sul, nas profundezas da selva Amazônica para investigar relatos de que ainda existem Dinossauros vivendo lá.

Uma terra elevada por uma erupção vulcânica há milhões de anos que ficou isolada do tempo pela natureza inacessível dos seus rochedos íngremes.

A terra onde vivem os monstros. O Mundo Perdido. 

Na expedição alem do Professor George Edward Challenger também se encontram o Lord John Roxton, a Joven Jennifer Holmes, o jornalista Ed Malone e o Professor Summerlee. 

A expedição é financiada pelo pai de Jennifer, Stuart Holmes vice-presidente executivo do Jornal onde Malone trabalha o Global News Service. Eles partem de Londres e ao chegarem ao Brasil eles pegam um hidroavião até o posto comercial de Tarama. Lá encontram com David o irmão de Jennifer que tinha chegado antes, e o guia local e piloto de helicóptero Manoel Gomes e seu ajudante Costa.

Já na manhã seguinte partem num helicóptero e após sobrevoarem por um bom tempo encontram o planalto e ao pousarem descobrem que os Dinossauros ainda existem, assim como outras criaturas perigosas.

Marcsantos (Blog Mestres do Stop Motion) – Texto adaptado.






CURIOSIDADES:

Em 1959, Allen comprou os direitos do romance da Doyle por US$ 100.000. Ele queria fazer o filme com Trevor Howard e Peter Ustinov no elenco de apoio com Rains, assim como Victor Mature e Gilbert Roland (que havia participado do filme de 1925). Ele contratou Charles Bennett para ajudá-lo a adaptar o livro em um roteiro e contratou também Willis O'Brien, que trabalhou no filme de 1925, para fazer os modelos. Ele disse que queria começar a filmar em 15 de outubro de 1959.

Allen acabou recebendo financiamento para fazer o filme de Buddy Adler, chefe de produção da 20th Century Fox.

Os efeitos especiais para o filme foram bastante básicos e envolveram lagartos de monitor, iguanas e crocodilos afixados com chifres e barbatanas em miniatura. O diretor Allen declarou mais tarde que embora quisesse modelos de stop motion, ele só podia trabalhar com lagartos e criaturas vivas de acordo com o orçamento do estúdio.

Irwin Allen utilizou imagens de arquivo neste filme de episódios de suas várias séries de TV, incluindo Land of the Giants, Lost in Space, The Time Tunnel, e Voyage to the Bottom of the Sea. Em 1966, Irwin Allen até tentou vender uma série de TV baseada no filme, como havia feito com Voyage to the Bottom of the Sea, mas não teve sucesso. As imagens de arquivo também foram usadas no filme When Dinosaurs Ruled the Earth (1970).

 



SCREENSHOTS:



8 comentários:

  1. Valeu Karamazov este estava faltando aqui, eu postei ele a 10 anos atrás e nunca mais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora que conferi a sua postagem de 10 anos atrás, não apareceu na busca por causa do título, de qualquer forma está novamente disponível para quem quiser baixar. Valeu, Carlos!

      Excluir
  2. O bom é que eternizou o capitão Lee Crane (david hedison) viagem ao fundo do mar no filme...valeu!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O elenco é realmente ótimo, além do David Hedison, bem lembrado Talidio, tem também o Michael Rennie e Claude Rains.
      Eu legendei a versão original de 1925, é bem interessante e com efeitos stop motion por Willis O'Brien, não sei se vale a postagem por se tratar de filme mudo, além disso usei uma versão gigante em Blu-Ray, caso tiverem interesse é só deixar o pedido nos comentários que posso ver se encontro uma versão mais leve.
      Valeu, Talidio, um abraço!

      Excluir
    2. Creio que vi esse filme de 1925 no Youtube, ficou um bom tempo lá...mas é interessante como vão sofrendo modificações com remakes ao longo dos anos...Valeu karamazov, abraço!!!

      Excluir
    3. Olá, Talidio! Eu gostei bastante da versão original, normalmente os remakes mudam bastante o filme e neste de 1960, por restrições orçamentárias, optaram por usar lagartos, iguanas e crocodilos com barbatanas afixadas, enquanto que no de 1925 podemos conferir o trabalho incrível do avô do Stop Motion.
      Valeu, amigo, abraço!

      Excluir
  3. Poderiam publicar o filme cidade sob o mar com o inesquecível Richard B.. de Viagem ao Fundo do Mar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ricardo! Não tenho este filme, mas vou pesquisar e se encontrá-lo posso postar sim, obrigado pela dica!

      Excluir

Para os que comentam anônimos, por não serem membros, pedimos que coloquem seus nomes ou apelidos no final ou inicío da mensagem