terça-feira, 10 de novembro de 2015

THE BAT aka A MANSÃO DO MORCEGO - 1959

POSTADO PRIMEIRAMENTE EM 08/08/2010


SINOPSE: 

Uma escritora de mistérios aluga uma mansão que ao longo do tempo foi palco de varios assassinatos ,cometidos por um criminoso chamado  Morcego, no mesmo período o presidente do banco local é assassinado por alguem que sabia que ele havia escondido 1 milhão de dolares na mansão.

Formato: AVI/DVDRip
Tamanho: 1,68 GIGA
Duração: 80 minutos
Idioma: Inglês
Legendas: Português ( srt na pasta )

Links em 2 partes uptobox:
http://uptobox.com/i020m8ifgr6k
http://uptobox.com/cqk99u1aatcu

senha p/descompactar
www.cinespacemonster.blogspot.com

OPÇÃO TORRENT:







Direção: Crane Wilbur

Roteiro: Crane Wilbur, a partir de obra de Mary Roberts Rinehart e Avery Hopwood

Elenco: Vincent Price (Dr. Malcolm Wells), Agnes Moorehead (Cornelia van Gorder), Gavin Gordon (Tenente Andy Anderson), Lenita Lane (Lizzie Allen), Elaine Edwards (Dale Bailey), Mike Steele (Victor Bailey), John Sutton (Warner), Darla Hood (Judy Hollander), Riza Royce (Jane Patterson), John Bryant (Mark Fleming), Harvey Stephens (John Fleming), Robert B. Williams (Detetive Davenport).



COMENTÁRIOS POR JUVENATRIX

O que podemos esperar de um filme do final dos anos 50 do século passado, com fotografia em preto e branco, e estrelado pelo ícone Vincent Price e por Agnes Moorehead (mais conhecida como Endora, a megera mãe da bruxinha Samantha na nostálgica série de TV da década de 60 A Feiticeira)? A resposta é simples e direta: uma impagável sessão de entretenimento.
Pois é exatamente isso que nos proporciona A Mansão do Morcego (The Bat, 59), escrito e dirigido por Crane Wilbur (que foi o roteirista de Museu de Cera, 53), um verdadeiro presente do selo Dark Side (Works Editora) para nós, apreciadores do cinema fantástico e admiradores incondicionais do talento de Vincent Price, um exemplo de ator aristocrático que não existe mais nesses tempos modernos que privilegiam os efeitos especiais.





















Não que eu desaprove a moderna tecnologia do cinema, que transforma em realidade nas telas praticamente tudo que já foi imaginado, mas é um fato óbvio que atores com o carisma de Price, Peter Cushing e Boris Karloff Christopher Lee, entre outros, não possuem similares em nosso tempo.
O filme teve uma versão anterior da época do cinema mudo, filmada em 1926 e dirigida por Roland West. Essa versão de 1959 foi produzida pela Allied Artists, tem apenas 80 minutos e é um típico thriller policial com elementos sutis de horror, mistério e suspense, contando uma história até ingênua e despretensiosa, numa ausência de violência e sangue (as mortes são apenas discretas e sugeridas). Mas que mantém o interesse e prende a atenção do espectador ao acompanhar a trajetória do ladrão e assassinado mascarado conhecido como O Morcego, e a tentativa de descobrir sua identidade em meio à investigação policial e as mortes misteriosas que estão ocorrendo na imensa mansão, que mais parece um local perfeito para a manifestação de assombrações.


THE BAT - ELENCO DE 1926

O MASCARADO ASSASSINO VERSÃO DE 1926

Não faltam aqueles elementos típicos de filmes de mistério, como os famosos ruídos estranhos e assustadores, provenientes da ação do vento nos cômodos da uma mansão desgastada pelo tempo, a tradicional suspeita do mordomo como o responsável pelos crimes, o jogo de pistas para se descobrir a verdade, as reviravoltas na trama, e o final numa tentativa de surpresa.
Vale registrar um momento em especial, que deveria causar espanto, mas que inevitavelmente resultou num efeito contrário, através de uma cena envolvendo o ataque de um morcego supostamente de verdade contra uma mulher que estava dormindo. O efeito especial é tão tosco e bizarro que é difícil esconder o riso. Mas é só lembrar que o ano é 1959 e a produção é de baixíssimo orçamento e logo aceitamos a precariedade da cena que deve até ser enaltecida, pois foi executada com garra por seus técnicos e realizadores



LOBBY CARDS
clique para ampliar















SCREENSHOTS


4 comentários:

  1. Carlos Lima nós não usamos o rapidshare a muito tempo, esta postagem é de 8 de agosto de 2010, aos poucos estamos repostando, mas é muita coisa vai demorar muito tempo ainda, mas um dia chegamos lá.

    ResponderExcluir
  2. Infelizmenet os últimos tres minutos do filme estão sem áudio. Baixei novamente mas o problema continua.
    PS: Parabéns pelas postagens incríveis.

    ResponderExcluir
  3. Tem razão Poliana, o final ficou sem audio, mais pre frente ou vou ripar novamente e repostar.

    ResponderExcluir

Para os que comentam anônimos, por não serem membros, pedimos que coloquem seus nomes ou apelidos no final ou inicío da mensagem