domingo, 17 de maio de 2015

CORRIDORS OF BLOOD aka CORREDORES DE SANGUE - 1958

CORRIDORS OF BLOOD
Direção : Robert Day
POSTADO PRIMEIRAMENTE EM 17/05/2011



SINOPSE:

No final do século XIX em Londres, o renomado cirurgião Thomas Bolton, dedica sua vida ao objetivo de minimizar a dor de seus pacientes, durante as operações, numa época em que não se falava em anestesias e uma frase era o conceito da medicina: "a dor e o bisturi são inseparáveis".
Após varios testes, o dr.Bolton se utiliza de um compôsto feito à base de ópio e faz de si próprio, cobaia  para a experiência. Esse ato o aproxima da descoberta, mas antes, transforma ele em um viciado incontrolável, que para atingir seus objetivos, acaba se envolvendo com uma gangue de assassinos e ladrões que obrigam o doutor a assinar atestados falsos de óbito, enquanto matavam as vítimas para fornecerem cadáveres pagos às aulas de anatomia.




Formato : AVI
Fonte : DVDRip
Tamanho : 865 mb
Duração : 88 min.
Ano : 1958
Dara do Lançamento : 1963
Links : 2 partes
Legendas : incluídas na pasta
Direção : Robert Day
Produção : John Croydon/Charles F. Vetter
Produção Executiva : Richard Gordon
Música : Buxton Orr
Roteiro : Jean Scott Rogers
Fotografia : Geoffrey Faithfull
Make-up : Wally Schneiderman
Direção de Arte : Anthony Masters


************************************


LINKS EM 2 PARTES 4SHARED

1
http://www.4shared.com/rar/NViAm8kp/Corridors1958part1.html

2
http://www.4shared.com/rar/i066EhJd/Corridors1958part2.html

senha p/descompactar
www.cinespacemonster.blogspot.com

LEGENDAS INCLUÍDAS NA PASTA

tradução : CARTWRIGHT


*************************************

COMENTÁRIOS:

Em entrevista à uma revista especializada durante seu período na AIP, Boris Karloff citou este filme dirigido por Robert Day como um dos trabalhos favoritos, em que seu personagem foge daquele
padrão maléfico que sempre cercou sua atuação no cinema. Já no anterior THE HAUNTED STRANGLER, Robert Day explora todo o potencial grotesco de BORIS KARLOFF com um make-up agressivo e bizarro.

seu personagem em HAUNTED STRANGLER, assustador e assassino.

Apesar de não se tratar de uma biografia e que possivelmente este cirurgião nunca tenha existido, a história bem que pode ter sido, tal como é mostrado nesse climático e tenso roteiro.
A evolução da medicina cirúrgica teve passos lentos e traumáticos, até que se chegou ao uso da anestesia para suprir o sofrimento dos pacientes que as vezes enlouqueciam sob a dor extrema durante a cirurgia e mesmo, a amputação.
O diretor Robert Day iniciou como rapaz dos claquetes, luz e depois câmera em filmes londrinos de 1941 até 1956.
Em 57 dirigiu seu primeiro longa com Terry-Thomas chamado THE GREEN MAN e foi indicado a melhor filme pelo BAFTA.

Em 58 teve o prazer de trabalhar com BORIS KARLOFF num de seus mais conceituados filmes, THE HAUNTED STRANGLER e essa parceria acabou rendendo mais um longa, CORRIDORS OF BLOOD, que teria muito do que foi usado no sucesso da HAMMER, THE REVENGE OF FRANKENSTEIN em 59. Até o ator, FRANCIS MATTHEWS, que faz o papel do filho, trabalharia no filme da HAMMER como assistente de PETER CUSHING(DR.FRANKENSTEIN)
Porém por motivos diversos, incluindo censura,CORRIDORS OF BLOOD só foi mesmo lançado nos cinemas em 63 em dupla com o interessante e trash WEREWOLF IN A GIRLS DORMITORY, em destaque pelos cinemas, nas sessões NERVORAMA.


as chamadas em jornais e posters para a sessão dupla que
apresentava o lançamento de CORRIDORS OF BLOOD junto com
WEREWOLF IN THE GIRLS DORMITORY

O filme de Robert Day sofreu 2 cortes por serem vistas como cenas de escatologia, como a da perna amputada e quando o dr.Bolton joga um frasco de ácido no rosto do assassino Joe, papel de CHRISTOPHER LEE, que no mesmo ano, ficaria famoso ao interpretar o CONDE DRÁCULA no filme de TERENCE FISHER, HORROR OF DRÁCULA, ele que já havia feito o monstro de FRANKENSTEIN em THE CURSE OF FRANKENSTEIN, com o rosto totalmente maquiado.

Photobucket
a cena do ácido no rosto do ator CHRISTOPHER LEE

Mesmo com todos os problemas enfrentados, o filme ficou conceituado como um dos mais eficientes trabalhos de BORIS KARLOFF num papel de um cirurgião inventor da primeira fórmula anestésica.
Robert Day ainda neste ano lançaria mais um sci-fi muito interessante chamado FIRST MAN INTO SPACE e veio depois a dirigir um clássico da HAMMER, "SHE" com PETER CUSHING,URSULA ANDRESS e CHRISTOPHER LEE.

Robert Day trabalhou bem mais para a TV, dirigindo dezenas de séries
e telefilmes, em que se destacam RITUAL OF EVIL com LOUIS JOURDAN e
THE INITIATION OF SARAH, além do piloto de LOGAN'S RUN e de vários
episódios de THE AVENGERS.

Com a atriz BETTA ST JOHN, realizou alguns filmes da saga de TARZAN, com MIKE HENRY, JACK MAHONEY e GORDON SCOTT. Também dirigiu poucos episódios da série de TV com RON ELI.
BETTA ST JOHN que participou de vários filmes de TARZAN dirigidos
por ROBERT DAY.

Outro destaque é a atriz ADRIENNE CORRI interpretando a perversa e ambiciosa RACHEL. Ela faria filmes marcantes como DR.JIVAGO e LARANJA MECÂNICA(no papel da espôsa de Frank Alexander, escritor que era um opositor ao governo e que foi vítima da gangue do Alex, sendo que ela foi estuprada e morta).Também participou do elenco do cult DEVIL GIRL FROM MARS.
A música de CORRIDORS OF BLOOD ficou a cargo de um especialistas em clássicos da ficção e terror, BUXTON ORR, que compôs a trilha de cults como The Haunted Strangler, FIEND WITHOUT A FACE, First Man into Space Doctor Blood's Coffin e The Snake Woman



















BUXTON ORR, um especialista em musica de terror e um dos
meus favoritos filmes do gênero, DR.BLOOD'S COFFIN de 1961

Esse é um raro encontro entre BORIS KARLOFF e CHRISTOPHER LEE, dois
nomes de ponta do cinema fantástico de horror, que recomendo com muito
gosto assistirem.

Photobucket



ELENCO:

Boris Karloff - Dr. Thomas Bolton
Betta St. John - Susan
Christopher Lee - Joe "Ressurreição"
Finlay Currie - Supt. Charles Matheson
Adrienne Corri - Rachel
Francis De Wolff - Black Ben
Francis Matthews - Jonathan Bolton
Frank Pettingell - Mr Blount
























SCREENSHOTS




8 comentários:

  1. Post excelente com muitas informações...já tão se tornando o padrão por aqui,hehehe.
    Parabens assim deixa o cidadão instigado e louco pra baixar...ainda mais esse com BORIS KARLOFF!

    ResponderExcluir
  2. Fui tentar baixar Angry Red Planet mas o link está desatualizado. Tem como consertar? Obrigado.

    PS Journey to the 7th planet tb está out of date.

    ResponderExcluir
  3. progrockmaniac, eu testei alguns links de ANGRY RED PLANET e eles estão ok, online, o problema é que é Rapidshare e demora pra baixar, mas não vi nenhum off line. Qual parte voce não conseguiu baixar?

    ResponderExcluir
  4. excelente postagem, ótimo filme de Karloff que eu ainda não conhecia, assisti agora à pouco, muito bom mesmo, parabéns hanscartwright e a todos os colaboradores por postarem essa relíquia traduzida até então inédita nos porões assombrados da net.

    ResponderExcluir
  5. Um belo filme com interpretação impecável de Boris Karloff. O título é que ficou saguinário demais já que o filme não é tão terrificante assim, considero mais um drama, um belo drama.

    ResponderExcluir
  6. sem dúvida Marco, essa era a intenção inicial de ROBERT DAY depois de um pedido do próprio BORIS KARLOFF que estava cansado de bancar o deliquente monstruoso, como fez inclusive no filme rodado no mesmo ano com o mesmo diretor.
    A idéia partiu do presuposto de que a anestesia teria tido um começo árduo e toda a trama foi desenvolvida por Jean Scott Rogers, com sugestões não creditadas do próprio BORIS e do ROBERT DAY. O título acabou sendo implantado bem depois, por decisão do RICHARD GORDON, que queria atrair o público cativo do terror.
    Triste é saber, que apesar da expectativa do ator, que o filme fosse logo para as telas, isso acabou demorando, por problemas na AMALGAMATED e sua exibição só foi acontecer 5 anos depois de pronto, com BORIS já meio desiludido e com sérios problemas de coluna e outras complicações na saúde.

    ResponderExcluir

Para os que comentam anônimos, por não serem membros, pedimos que coloquem seus nomes ou apelidos no final ou inicío da mensagem